HISTC393RIAMARIA

Família Real

Para que os nomes estudados nas aulas de história se tornassem mais significativos para a turma do 5º ano, realizamos um trabalho de pesquisa e ilustração durante as aulas de informática. Ao estudar a história do Brasil, nos deparamos com a chegada da família real portuguesa em 1808 no Rio de Janeiro, que fugia das tropas de Napoleão Bonaparte. Maria Luíza da França foi casada com o imperador Napoleão Bonaparte. É interessante ressaltar que ela era irmã de Maria Leopoldina, que futuramente casaria com Dom Pedro I. 
Marie Louise – pintura de François Pascal Simon Gérard – Museu de História  da Arte em Viena

A família real era composta por Dom João, que até então era príncipe regente de Portugal, reinava em nome de sua mãe: Maria I de Portugal, porque ela, nos últimos 24 anos de sua vida vivia trancafiada por causa de uma doença mental. Em Portugal ficou conhecida por sua bondade e devoção à igreja católica, chamada de Pia, já no Brasil ficou conhecida como Dona Maria, a Louca, Rainha Louca ou Maria Louca.
Maria I de Portugal

Carlota Joaquina de Bourbon casou-se com Dom João quando ele tinha apenas 16 anos e ela 10 anos. Sempre envolveu-se em conspirações para derrubar o próprio esposo, vivendo dois anos afastada dele, porém com a situação vivida em Portugal, é obrigada a vir junto com a corte portuguesa para o Brasil. 

Carlota Joaquina de Bourbon

Filho da união de Dom João e Carlota Joaquina de Bourbon, em Portugal é conhecido como Dom Pedro IV e no Brasil como Dom Pedro I, escolheu o lado brasileiro e declarou a Independência do Brasil de Portugal em 7 de setembro de 1822. Em 12 de outubro foi aclamado imperador brasileiro. 
Pedro I e a coroa imperial do Brasil – pintura de Henrique José da Silva

Maria Leopoldina ou simplesmente Leopoldina, irmã de Maria Luísa da França, mencionada no início do texto por ter se casado com Napoleão Bonaparte. Maria Leopoldina casou-se com Dom Pedro I através de procuração, chegando ao Brasil em 1817 para conhecer o marido. Apoia o marido defendendo a libertação do Brasil. 
Maria Leopoldina