Dia da Poesia 2019 (0)

Dia Mundial da Poesia

Os alunos do Ensino Médio e do Ensino Fundamental I se reuniram para fazer uma homenagem ao “Dia Mundial da Poesia, comemorado anualmente no dia 21 de março.

Foram momentos emocionantes com poesias de cunho autoral de alguns alunos como Samuel, 5.º ano e Giovanna, 2.ª série; entre outros que também declamaram poesias de autores consagrados da Literatura Brasileira.

O 1.º ano trouxe Vinícius de Moraes, o 2.º ano com texto de Elias José, o 3.º ano cantou a canção poética de Vitor Kley “O Sol”, o 4.º ano apresentou uma poesia que trata da “Gratidão” e o aluno Samuel do 5.º ano escreveu uma poesia sobre a “Amizade”.

Os alunos do Ensino Médio declamaram poesias e até um cordel de Bráulio Bessa homenageando o “Professor”.


 

Coletanea Textos 2018 (0)

Coletânea Textual 2017

Em 2017, os alunos do Ensino Fundamental II confeccionaram sob a orientação do professor Flávio dos Santos, uma coletânea dos textos escritos durante o ano letivo. O resultado foi um encadernado personalizado que cada aluno levou para casa.


parodia

Minha Saudade

Paródia produzida em 2018 pela aluna Thaís, do 9.º ano, nas aulas de Técnica de Redação, sob a orientação do professor Flávio dos Santos.

Minha Saudade

Minha terra tem muitos rios

Rios belos e profundos

Que poucos tiveram a oportunidade de vê-los

Não há nada igual no mundo.

Nossa selva tem mais vida

Nossos campos têm mais flores

Nossos rios têm mais peixes

Nossos peixes têm mais cores.

Ao amanhecer, me vejo lá

Tentando ouvir os pássaros…

Minha terra tem muitos rios

Rios belos e profundos.

Minha terra tem belezas

Que tais não encontro eu cá.

Ao amanhecer, me vejo lá

Tentando ouvir os pássaros.

Minha terra tem muitos rios

Rios belos e profundos.

Não permita Deus que eu morra

Sem que eu volte para lá

Sem que desfrute as belezas

Que não encontro por cá.

Sem que ainda aviste os rios

Que correm por lá.

9.º 2019 a loucura (0)

A Loucura

Como projeto de leitura do 1.º bimestre, a professora Érica utilizou o tema sugerido pelo material didático Ser: A loucura. Após a leitura e o reconhecimento de alguns gêneros textuais, a turma do 9.º ano confeccionou um cartaz com imagens de instituições psiquiátricas e com palavras do campo semântico da loucura. O projeto contou, ainda, com a leitura do conto “O alienista”, de Machado de Assis, finalizando com a produção de poesias dos alunos.


Texto Vem pro Vila

Vem pro Vila

Propaganda produzida em 2018 pelo aluno Gustavo, do 8.º ano, nas aulas de Técnica de Redação, sob a orientação do professor Flávio dos Santos.

 

Vem pro Vila (CEVV)

 

O Vila Verde é um Centro Educacional

Que só tem gente legal

E não está de brincadeira não

Meu amigão

Os professores parecem mágicos

Se você tem uma dúvida

Ela some em um piscar de olhos

e num estralar de dedos!

Aqui suas dificuldades somem!

Chega de enrosco!

Venha somar conosco!

7.º Roda de Leitura 4.º bim (0)

Roda de Leitura “O vírus desinformático”

Neste último bimestre, o livro paradidático lido pelos alunos do 7.º ano foi “O vírus desinformático”, do escritor Clive  Gifford, o autor tem mais de 170 livros publicados.

Em grupos, os alunos discutiram sobre o tema abordado e realizaram outras atividades relacionadas, sempre com a orientação do professor de língua portuguesa Flávio dos Santos.

“O barão Saul Dozso da K. Roça odeia tudo o que é moderno, principalmente as conquistas da ciência e da tecnologia. Em seu castelo, ele aperfeiçoa um “vírus desinformático”, com o qual pretende contaminar e exterminar todos os computadores do mundo. Felizmente, os Cientistas Loucos, liderados pelo professor G. Ninho, farão de tudo para impedi-lo.”