2.º ano Livro Fazenda Ponto Com (1)

Fazenda Ponto Com

No 1.º bimestre  os alunos do 2.º ano leram o livro “Fazenda Ponto Com”. N2.º ano Livro Fazenda Ponto Coma história, os animais de uma fazenda organizam uma festa surpresa para o fazendeiro. Para encerrar o projeto de leitura, a professora Deborah organizou uma festa na sala de aula.

“O que você pensaria se fosse convidado para uma festa de aniversário em uma fazenda globalizada? E nessa fazenda pudesse encontrar animais de todas as partes do mundo, desde uma vaca suíça até um canguru australiano? Escrito em forma de carta enigmática, o livro se transforma em uma divertida brincadeira, com todos os tipos de bichos, com todos os tipos de som. O aniversariante é o fazendeiro, que está muito feliz com a surpresa preparada pela bicharada. Aprontando sempre, os animais se conectam por meio de mensagens eletrônicas, não deixando ninguém de fora da grande festa. Venha se divertir também!”


2.º ano Livro Fazenda Ponto Com

5.º kaba darebu (0)

Munduruku

No material didático de geografia, os alunos do 5.º ano leram sobre o indígena Daniel Munduruku. Para enriquecer ainda mais a aula, a professora Viviane levou o livro paradidático “Kabá Darebu” que conta a história de uma criança indígena munduruku e sua rotina. A mensagem que o livro transmite é de que todos querem ser livres e que devemos respeitar as riquezas e costumes deles.


 

7.º Roda de Leitura 4.º bim (0)

Roda de Leitura “O vírus desinformático”

Neste último bimestre, o livro paradidático lido pelos alunos do 7.º ano foi “O vírus desinformático”, do escritor Clive  Gifford, o autor tem mais de 170 livros publicados.

Em grupos, os alunos discutiram sobre o tema abordado e realizaram outras atividades relacionadas, sempre com a orientação do professor de língua portuguesa Flávio dos Santos.

“O barão Saul Dozso da K. Roça odeia tudo o que é moderno, principalmente as conquistas da ciência e da tecnologia. Em seu castelo, ele aperfeiçoa um “vírus desinformático”, com o qual pretende contaminar e exterminar todos os computadores do mundo. Felizmente, os Cientistas Loucos, liderados pelo professor G. Ninho, farão de tudo para impedi-lo.”


1.º ano Bob (0)

Books

Um dos grandes desafios dos professores da educação básica é ensinar a leitura para os alunos. Ensinar não só a decifrar códigos, e sim a ter o hábito de ler. Seja por prazer, seja para estudar ou para se informar, a prática da leitura aprimora o vocabulário e dinamiza o raciocínio e a interpretação. Infelizmente, com o avanço das tecnologias do mundo moderno, cada vez menos as pessoas interessam-se pela leitura.

Um ato de grande importância para a aprendizagem do ser humano, a leitura, além de favorecer o aprendizado de conteúdos específicos, aprimora a escrita. O contato com os livros ajuda ainda a formular e organizar uma linha de pensamento. Dessa forma, a apreciação de uma obra literária é uma aliada na hora de elaborar uma redação.

Pensando em tudo isso, a professora Ana Maria utiliza os livros como recurso didático nas aulas de inglês das turmas do Ensino Fundamental I.



6.º Roda de Leitura 4.º bim (0)

Roda de Leitura “De sonhar também se vive”

O livro paradidático trabalhado neste bimestre pela turma do 6.º ano foi “De Sonhar Também se Vive”, da paulistana Giselda Laporta Nicolelis, a autora tem mais de cem livros publicados.

Em sala de aula, o professor de língua portuguesa Flávio dos Santos orientou os alunos, que em grupos trabalharam discutindo o enredo e produzindo uma sinopse e uma análise crítica da obra, destacando personagens e pontos principais.


8.º Roda de Leitura 4.º bim (0)

Roda de Leitura “O Quinze”

Durante o 4º Bimestre, os alunos do 8º ano leram o livro paradidático “O Quinze” adaptação em HQ do romance de Rachel de Queiroz. Em sala de aula, o professor de língua portuguesa Flávio dos Santos orientou os alunos, que em grupos trabalharam discutindo o enredo e produzindo uma sinopse da obra, destacando personagens e principais pontos.

O título da obra é uma referência a 1915, ano de uma das maiores secas do Nordeste brasileiro. Três histórias se cruzam no sertão do Ceará, expondo o drama da seca numa dimensão mais humana e comovente.


4.º ano A sereiazinha (0)

A sereiazinha

Alunos do 4.º ano fazem leitura do livro paradidático do 4.º bimestre, escrito por Mary França e Eliardo França.

“Ao completar 15 anos, a sereiazinha pôde subir à superfície do mar para conhecer o mundo. Nesse dia, o navio em que o príncipe navegava naufragou e ela o salvou, levando-o para uma praia próxima a um convento. Escondeu-se e então ficou observando o que iria acontecer.”


4.º ano Livro Paradidático 3º Bimestre (0)

No olho da rua

Neste 3.º bimestre, o livro paradidático para a turma do 4.º ano foi escrito pela escritora fluminense Georgina Martins. “No olho da rua, historinhas quase tristes” nos apresenta cinco histórias que falam de crianças de rua. Narradas de forma descontraída, são histórias engraçadas, tristes ou quase tristes, mas todas emocionantes, que atraem nossa atenção para essa realidade brasileira, fazendo desarmar o preconceito e despertar a solidariedade.

A obra recebeu 1.º lugar no Prêmio Carioquinha de Literatura Infantil, da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro e Menção Honrosa no Prêmio Adolfo Aizen de Literatura Infantil da União Brasileira de Escritores, em setembro de 2000.