Orientação Celestial

Quando precisamos nos deslocar, geralmente recorremos ao Google Maps ou a aplicativos como o Waze. No entanto, a turma do 4.º ano aprendeu que no passado, essa orientação vinha a partir da observação dos astros e das estrelas.

Para facilitar a compreensão, fizeram uma atividade prática envolvendo o posicionamento do Sol e a identificação dos pontos cardeais.

Relembrando…

A turma do 4.º ano utilizou o material auxiliar da apostila para relembrar alguns conteúdos de forma divertida e dinâmica.

O jogo recortado pode auxiliar os alunos a compreender a estrutura do sistema de numeração decimal e a sequência numérica, além de comparar números.

Recursos Renováveis e Não Renováveis

Os profissionais que lidam com o planejamento e a construção de casas e apartamentos estão cada vez mais empenhados em trabalhar de forma eficaz, produzindo conforto ao mesmo tempo que cuidam dos recursos renováveis e os não renováveis, de modo que possamos viver em equilíbrio, sempre protegendo nosso bem mais precioso: nosso planeta.

E foi essa a experiência que os alunos do 4.º ano tentaram sentir ao construir suas próprias moradias.


 

Serviços Públicos

Saúde, educação, saneamento básico, segurança pública, infraestrutura viária, mobilidade urbana, entre outros, são itens que compõem o que chamamos de serviços públicos, ou seja, devem estar disponíveis a todos, independentemente da raça, gênero, situação socioeconômica, crença religiosa e capacidade física.

Para exemplificar esse conteúdo de geografia, os alunos dos 4.º ano precisaram observar o entorno de onde moram para identificar esses serviços públicos e assim efetuar a construção de uma maquete.


Abayomi

Para acalentar seus filhos durante as terríveis viagens a bordo dos tumbeiros – navio de pequeno porte que realizava o transporte de escravos entre África e Brasil – as mães africanas rasgavam retalhos de suas saias e a partir deles criavam pequenas bonecas, feitas de tranças ou nós, que serviam como amuleto de proteção.

As bonecas, símbolo de resistência, ficaram conhecidas como Abayomi, termo que significa ‘Encontro precioso’, em Iorubá, uma das maiores etnias do continente africano cuja população habita parte da Nigéria, Benin, Togo e Costa do Marfim. Fonte: Afreaka

A professora Ana Paula sugeriu a confecção da boneca Abayomi, como forma de tornar a aula de história mais significativa para a turma do 4.º ano. Eles confeccionaram as bonecas com os materiais que tinham em casa.


 

 

Trabalhando as Diferenças

A professora Ana Paula propôs uma atividade diferente como forma de trabalhar as diferenças de cada indivíduo. Cada aluno confeccionou um boneco usando os materiais que tinha disponíveis em casa, em seguida, criaram nome, idade e a história desse boneco. No dia combinado fizeram as apresentações.